Boa sorte. Há poucos trabalhadores do sexo verificados no Twitter, apesar de ser o meio de comunicação social preferido pelo grupo marginalizado. Fui um dos primeiros a adoptar e encorajei outros a juntarem-se a mim (nessa altura eu era uma prostituta). Chamávamo-nos “Twookers” e eu ainda tenho uma lista do Twitter com esse nome.

O Twitter permitiu-nos estabelecer uma verdadeira ligação, apoiarmo-nos mutuamente, partilhar informações e ideias. Conseguimos criar o nosso próprio sistema de apoio aos meios de comunicação social para um grupo de pessoas que são frequentemente discriminadas, marginalizadas e, muitas vezes, simplesmente negado o acesso às coisas em que todos os outros são autorizados a participar.

Não podemos usar o linkedin, somos expulsos do Facebook por termos nomes de palco, o tumblr esconde as nossas contas da vista do público, o instagram nos elimina sem qualquer aviso.

O seu tube kicks não é desligado porque o nosso conteúdo viola qualquer TOS, mas por causa de quem somos, o Vimeo também o faz. Ficamos com a imagem de que somos um grupo discriminado.

Twitter foi diferente, foi-nos permitido estar lá e como grupo prosperámos. Entre na Conta Verificada do Twitter.

Começou com os famosos, geralmente actores e afins. Passou a figuras políticas e pessoas que eram geralmente nomes familiares. Depois expandiu-se. Tal como está agora, qualquer pessoa pode “candidatar-se” para ser verificada. A verificação tem os seus benefícios, se for frequentemente imitado ajuda nisso, obtém-se formas de filtrar conteúdos, filtrar DMs, interacções que as massas não lavadas não obtêm.

É necessário activar certas coisas no seu perfil e fornecer-lhes ligações para provar não só quem é (especialmente se tiver um nome artístico) e porque é que é “digno de nota”.

Não se vêem muitos trabalhadores do sexo verificados no Twitter.

Vejo algumas organizações internacionais e uma cheia de pornografia de alto perfil começa.

Perguntava-me se isso se devia ao facto de o processo ser assustador, de alguma forma impedindo os trabalhadores do sexo de tentarem se, em geral, a indústria não queria a marca de verificação azul.

Share: